21 de maio de 2024

VICKYS SPORTS GASTROPUB

VICKYS SPORTS GASTROPUB FUTEBOL AO VIVO, GASTRONOMIA

Realidade de preservação e desenvolvimento no Pantanal é apresentada à União Europeia em seminário

3 min read

Um balanço de situações que formam um cenário positivo. Essa é a realidade do Pantanal sul-mato-grossense apresentada pelo governador Eduardo Riedel no evento ‘Pantanal no Contexto Global’, realizado em Brasília (DF) nesta terça-feira (7). Riedel foi um dos palestrantes do evento, que contou com a participação de especialistas acadêmicos, integrantes de ONGs, autoridades ambientais e representantes da União Europeia.

Oportunidade de mostrar os ativos do Pantanal, sua importância como bioma e o potencial de desenvolvimento econômico sustentável, o encontro também oportunizou o debate ambiental a partir de vários pontos de vista, contribuindo na construção de consensos na área.

Governador Eduardo Riedel participou do evento em Brasília (Foto: Eduardo Teles)

“Sem dúvida o Pantanal sempre teve para os sul-mato-grossenses uma importância muito grande, mas agora o mundo começa a conhecê-lo melhor. O bioma se internacionaliza muito pela sua biodiversidade e pelo grau de preservação ainda existente, de 84%, uma das maiores biodiversidades do planeta e que traz em conjunto uma cultura”, frisa o governador.

Eduardo Riedel completa ainda que a união de fatores como produtividade, como é o caso do modelo de pecuária de corte aplicado na região pantaneira, e as políticas públicas feitas a partir de um entendimento profundo da realidade local são responsáveis por essa preservação, tanto no aspecto cultural como no ambiental, onde o Pantanal chama a atenção pela riqueza.

“Um seminário como esse é extremamente importante para dar convergência de ação. Quando todos passam a conhecer melhor o ponto de vista de cada um, passamos a buscar políticas convergentes e aí sim os resultados aparecem. Fica mais fácil o diálogo, entender os desafios, e a construção de um mesmo caminho”, destaca Eduardo Riedel.

O governador, que foi a Brasília acompanhado do secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento, Jaime Verruck, e do secretário-executivo de Meio Ambiente, Artur Falcette, trata também como fundamental a discussão junto à União Europeia sobre a realidade do Pantanal.

“São países que além de formadores de opinião também são grandes consumidores dos produtores brasileiros, têm uma relação comercial estreita com o nosso país. Conhecer a realidade de nossas políticas públicas e dos nossos biomas ajuda a própria comunidade europeia a criar um ponto de vista bem embasado sobre o Pantanal, e isso tem suas consequências no ponto de vista comercial também. Trazer essa discussão ajuda na convergência de opiniões”, conclui Riedel.

Lei do Pantanal e Fundo Clima

O secretário Jaime Verruck corrobora com este pensamento, complementando que a revelância de apresentar avanços na preservação do bioma a partir da Lei do Pantanal, e também com a prática de um desenvolvimento sustentável no turismo e na pecuária.

“Um dos grandes objetivos da Lei é reduzir o desmatamento no Pantanal. Apresentamos isso, o sistema de alerta adequado que desenvolvemos quanto a isso, apresentamos o Fundo Clima Pantanal e uma série de ações em implementação, as compensações econômicas ao que sofrem restrições diante desse novo cenário, as medidas de combate aos incêndios florestais, os processos integrados. Apresentamos todos os nossos avanços e preocupações”, finaliza.

Coordenado pelo embaixador da Bélgica no Brasil, Dinah Opoczynski, o ‘Pantanal no Contexto Global’ é uma oportunidade de discussão de inúmeras situações envolvendo o bioma, que chama a atenção por sua riqueza e biodiversidade. Instituto SOS Pantanal e Environmental Justice Foundation foram coparticipes na organização do encontro.

Nyelder Rodrigues, Comunicação do Governo de MS
Foto da capa: Eduardo Teles

ATENÇÃO IMPRENSA: O pack está disponível em https://drive.google.com/drive/folders/1AinG-8o8FW3tQFtGEqveixcIYVai3_f2?usp=sharing

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may have missed